Conversa de pecador


No bar, além da cerveja, rolavam lapsos e atos falhos. Fulano se corrigia: "Não quis dizer 'conversa de pecador', mas sim 'conversa de pescador'. Não quis dizer 'amo eles', mas sim 'amo elas'". Riamos, mas ninguém compreendia... A chave que abre a porta dos seus desejos é só dele. 

(Palermo Escritor)

Eletrocardiograma - Germana Zanettini


– doutor
por que essa dor?
por que tantos ais?

na verdade
teu coração
não bate

pratica
saltos
ornamentais

O menos vendido - Ricardo Silvestrin


Custa muito
pra se fazer um poeta.
Palavra por palavra,
fonema por fonema.
Às vezes passa um século
e nenhum fica pronto.
Enquanto isso,
quem paga as contas,
vai ao supermercado,
compra o sapato das crianças?
Ler seu poema não custa nada.
Um poeta se faz com sacrifício.
É uma afronta à relação custo-benefício.

Lagarteando no sol


O prédio da rua cresce com o servente domando a betoneira. 
Eu aqui, medito, lagarteando no sol. 
Faz bem pra alma ser um inútil!

https://twitter.com/PalermoEscritor

Clipe