Cadência da gatinha


A gatinha entrou no bar com a elegância de quem sabe provocar. O salto alto fez por merecer a cadência do bumbum. Um ir e vir nem linear nem militar, um eclipse de quem sabe o que quer. Ou não... (Vou manter a surpresa só pra poder imaginar). Um, dois... Um, dois... Um, dois... O poeta finalmente descobriu que há compasso no tesão.


(Tiradas do Teco, o poeta sonhador)

Clipe