Os porões dos meus sonhos

Eu abri os porões misteriosos dos sonhos, e sonhei acordado. Os sonhos me roubaram o sono e me transportaram até a história de meus pais e avós. Foi aí que eu conheci o trabalho coletivo, os plantios, as colheitas e as festas. Participei de muitas rodas de contação de histórias, e cresci, como crescem os animais e as plantas... E foi assim que os porões dos meus sonhos e de minha imaginação se abriram... E então acordei poeta. Sabem o que eu descobri? Que a poesia mora em cada criança!
Viaje comigo!!

Olha só o meu pai...


Clipe