Picoletes - Apparicio Silva Rillo


Ao Coscós, para burro completo, só faltava as guampas. Como burro não tem guampas...

Numa de suas idas a São Luiz Gonzaga o Coscós conheceu o picolé, ainda raro por aquelas bandas na época deste causo. Experimentou, gostou, comeu uns quinze.

Chegou na estância, de volta, e contou a novidade do  tal de "picoletes". Uma beleza! Gostoso! Friozinho! Pena que tinha um defeito...

-  Que defeito, Coscós?

- Mais molengão do que pica de véio. Comprei uma dúzia, botei no bolso da bombacha, montei a cavalo e me mandei. Comecei  a sentir um friozito nas bolas mas não dei atenção. Quando cheguei na estância me assustei. Havia desaparecido os picoletes. Só me sobraram os pauzinhos dos vivente...


Do livro Rapa de tacho 3. Porto Alegre, Tchê, 1984.

Clipe