Morre, diabo!


Diz um amigo:
Meu calvário 
foi
não ir pro seminário
masturbar de manhã cedo
ter muitas paixonites e amigos
e crescer longe 
dos livros.

Desse amigo 
sou o avesso:
quase sempre endiabrado
palidamente vermelho
fazendo caretas 
diante do espelho.

(Tiradas do Teco, o poeta sonhador) 

Clipe