BIG BROTHER

É uma noite morna de janeiro
e um bando de marmanjos
distrai-se olhando TV.

Meu big brother
é o céu estrelado
que faz companhia
pra lua e as Três Marias.

Meus olhos vêem tanto mistério
quanto o número de estrelas,
muito mais do que possam captar
as lentes da novela.

Persigo palavras
para rabiscar um poema,
mas a ponta do lápis
se quebra e, zangado,
rasgo o papel...

Enquanto isso,
no quintal,
grilos de avental
acendem pirilampos
para me alegrar!

Clipe