Me perdoe - Sergio Capparelli

Perdoe, amor,
meu coração não entra em rede.
Triste, sem viço, sem mapa astral, ele geme.
Meu amor entrega os pontos,
cai no fosso, preso no brete,
e você, minha querida,
mando-lhe rosas pela internet?
Não diga que estou fora do esquema
que sou antigo, intruso num ciberpoema,
fora da tela do monitor
você sabe, amor platônico
me deixa sem jeito, com coágulo,
prefiro um ciberatômico
que explode, apaixonado.

Clipe