UM JEITO DE SER - Flávia Menegaz


Às vezes eu como mamão com açúcar

outras, a palavra crua

Às vezes eu finjo que tenho asas

ou que sou boazinha

Às cinco horas eu tomo suco de acerola

depois de caminhar pelas ruas de Pequim

E assim eu brinco de viver:

meus olhos captando cores

meus dedos as traduzindo em palavras.

Clipe