POESIA REUNIDA - Orides Fontela

ADIVINHA

O que é impalpável
mas
pesa

o que é sem rosto
mas
fere

o que é invisível
mas
dói.

Clipe