Indiferença

Lábios e maxilares
amam a indiferença.

Os degraus da segunda-feira
culpam a terça-feira,
e atalham
o fim-de-semana.

Sou adolescente
refugiado no diário.

Papel de embrulhar presente
peixe enfeitando
o aquário.

A ilusão maquiou
rosto e olhos:
o beijo, o toque,
a presença
incandescente
quando chamar
e enfeitar os cílios.

Desisti de sonhar.
A utopia coça
o meu nariz
e me diz
que todos estão
muitiguais.

Clipe