EROS




Ao acordar
pela manhã
me perguntei
a quem me atreveria
amar.

Sem demora
a memória
apontou-me
quatro elementos:


terra
água
fogo


e ar.

Em seguida
a lua levada

lavou meus olhos,
enfeitou-se
de nova
cheia
crescente
e minguante.

Foi o bastante
para que as correntes
de sol e chuva
me levassem
a planetas
galáxias e
continentes.

E um eclipse, como uma garrafa
a vagar por anos e anos nos oceanos,
trouxe a mensagem do grande deus:
“És parte
migalha
milagre
de um todo
que sempre foi
e sempre será:
EROS”!

Clipe