Ausência

Durante minha ausência bolinei com a saudade. Retirei-me da tomada, precaução pra respirar um mundo novo. Salvo, não quis ser confundido com um pen drive carregado de dramas e conflitos. Quis abrir as portas das percepções e mergulhar num para-universo, me afastar desses humanos quase-máquinas barulhentas e ansiosas. A vida é jogo rápido e monótono. Um jardim da infância habitado por monstros. Sobreviva. Acomode-se. Sorria, você está sendo devorado.

(Tiradas do Teco, o poeta sonhador)


Clipe