AUTO-RETRATO


Meus braços ficaram curtos
e não abrigam mais
todo mundo.

Meus lábios
queriam beijar
agora encolheram
até desaparecerem.


Meu peito está rouco
e fez o coração gigante
acordar e fugir
num instante.


Muitas coisas boas da vida
ficaram ranzinzas
roubaram as cores mais vivas
e a roupa que eu visto
agora está cinza.


Minha cara colorida
quis sempre alegrar
mas nesse momento
virou chacota e espanto.


Meus olhos
lanternas gigantes
apagaram-se de pronto
e esconderam meu rosto.


Tudo o que sei é que sou
super-herói.

Mas os que não
aprenderam a amar
me convenceram que sou
esquisito monstro
envergonhado de estar
pendurado e exposto.

Para o bem ou para o mal
estarei em algum lugar...

Afinal, quem eu sou,
e onde vou me encontrar?

Clipe