Antes de você chegar


Quando você chegou, minhas olheiras estavam maquiadas. Os olhos cansados não disseram que pássaros negros afugentaram meu sono. Feito cogumelos de cinza, projetaram em outdoors os medos que acreditei ter esquecido.
Antes de você chegar a angústia, como tia distante, me abordou na calçada, na porta de casa. Era um novo capítulo, de uma novela antiga.
Teu olhar suave fez as ondas baixarem. Abriu-se o sol, e a manhã tornou-se divã.
Calmamente você me acolhei nos braços, cruzou as pernas e um poeta, mendigo de abraços, abriu seu coração...

Clipe