ELA (II)


Arte - Romero Britto


Dessa vez vou jogar no ataque. Vou aprender sobre o amor do mesmo jeito que os técnicos de futebol aprimoram suas táticas.

Não posso me aproximar do mercadinho sem antes me aprofundar nos mistérios e segredos da conquista amorosa.

Como o “professor” que orienta seus jogadores, na área técnica diante da casamata, darei as coordenadas que farão meu amor galgar ao paraíso. Defensores, meias, atacantes, todos vão ser soldados a serviço de minha jornada.

Meus atacantes flutuarão atrás da zaga. Os alas serão de passagem, e os meias vão atuar por dentro e, se necessário for, farei duas linhas de quatro. Ou cinco linhas de dois.

O sucesso vai depender de planejamento minucioso. Início, meio e fim. Passo a passo. Na dúvida, o corpo vai falar pela boca. Como o “professor”, ao instruir os meias e atacantes, afastarei o indicador e o dedo médio em vê para eles e, em volta desses dedos, traçarei círculos com a mão direita.

Antes de me atracar no campo de batalha, faltam os detalhes do visual. Ligo para uma Ex., hoje grande amiga. Vai ser meu auxiliar técnico. Ela diz: primeiro, você precisa disfarçar tuas olheiras! Use um creme sombreador. Você tem, sim. Um dia emprestei pra você, que não me devolveu. Você tinha um hematoma enorme no lábio inferior. Não querias ir para o trabalho com aquele chupão! Você deve ter guardado na gaveta do armário do banheiro...

As olheiras me expiam e fazem caretas de minha cara. Não seja por isso. Suo, sombreio embaixo dos olhos do jeito que posso. Vou à luta.

Sorvete de chocolate. Pra ganhar tempo, procuro nas gôndolas itens que esqueci de anotar no bilhetinho. Minhas anotações são, agora, intenções. Entrar pela porta da frente, marcar presença através de passos enérgicos.

Expressar o meu amor pelo movimento dos olhos. Porém, antes de avançar, fixo o olhar nos jornais. Capa, contracapa, manchetes. Me assusto com a notícia: o grande consumo de sorvete pode acarretar sua falta nos estabelecimentos da cidade.

Já estou pronto pra colocar meus planos em ação. Ergo os olhos, observo todos os ângulos e... Opa! Cadê minha musa?? Adoeceu?? Perdeu o emprego??

No mercadinho falta quase tudo. Sorvete de chocolate, não.

Vou aproveitar o abandono e treinar um pouco mais. Aprimorarei as táticas de futebol, com meu filho, no ply station.

Clipe