VINICIUS DE MORAIS - o filme




Fiquei me perguntando sobre quais motivos teria para exibir um filme (documentário) sobre a vida e a obra de um poeta brasileiro, para alunos de Ensino Médio.

Próximo à literatura e à poesia, diria que o filme sobre Vinicius mostra a poesia transformar-se em letra de música. O depoimento de Edu Lobo, no filme, aborda isso. E o quanto Vinicius foi mestre em transformar os versos do poema em ritmo, melodia e harmonia. Vinicius foi autor de mais de 400 poesias e 400 letras de música.

Chico Buarque, ainda jovem, morando na Itália com sua família, conta que certa vez sua família recebeu a visita do poeta. Houve uma inquietação no coração de Chico Buarque, e uma agitação em toda a sua família: afinal, estariam frente a frente com um poeta compositor, o que era uma novidade. Chico diz que ficou deslumbrado ao ver pela primeira vez um poeta tocando violão.  

Outro objetivo seria mostrar para os jovens alunos os aspectos históricos e culturais da sociedade brasileira, principalmente o Rio de Janeiro daquela época. Principalmente o surgimento da "Bossa Nova", em nossa MPB. Conforme Edu Lobo, a música Chega de saudade marcou a ruptura com o passado. Nela, tudo era novo - ritmo, melodia, batida, etc. Gilberto Gil, no seu depoimento, diz que essa música mudou sua vida. É que ela falava das coisas simples da vida de uma maneira totalmente diferente. Ao mesmo tempo, mantinha a forma poética da tradição e rompia com a mesma.

Outro bom motivo para justificar ter exibido esse filme para jovens diz respeito ao amor e à paixão. Pode-se dizer, sem temer cair em clichês, que o jeito de Vinicius amar passou distante de qualquer fórmula que a sociedade impõe a respeito do amor. 

Tonia Carrero diz que Vinicius necessitava do fogo da paixão - só assim podia viver e escrever. Quando a normalidade se instalava, e a rotina se intrometia em sua vida, nosso poeta sofria, e só renascia ao viver de novo um grande amor.

Não estou aconselhando ninguém a amar do jeito como Vinicius amou. Afinal, casou-se 9 vezes. Quero falar do seu amor à humanidade, transmitido por sua poesia.

Todos somos singulares em nossa maneira de amar. E vemos que há muitas por aí: uns amam tanto, que chegam a sufocar o outro (a). Outros sentem-se tão sufocados pelo amor do parceiro (a) e, diante disso, ou se esforçam para escapar dessa armadilha, ou se resignam e se submetem. Mesmo percebendo tal opressão, não têm coragem de estabelecer uma ruptura e ir em busca de algo novo.

Outro aspecto do filme que merece ser debatido com as jovens gerações tem relação com o depoimento de Chico Buarque, ao afirmar que Vinicius não tinha grandes preocupações com a vida material - o dinheiro. O que ele ganhava não retinha. Vivia rodeado de amigos, e o dinheiro escorria pelos seus dedos. É que para ele, esses eram momentos de celebração - onde, claro, a música estava no centro das atenções.
Chico Buarque diz que não consegue imaginar Vinicius vivendo na sociedade de hoje (nem se ele iria suportar). É que, cada vez mais, os valores que estão em jogo e que dão as cartas são o consumismo, o individualismo e a competição.

O desapego que Vinicius tinha com o dinheiro, valia para os amores e para suas criações - criou a Bossa Nova, mas foi adiante, para percorrer outros caminhos.
Todos nós sabemos que esse desapego tem, como contrapartida, suas consequências. Afinal, Vinicius estava na companhia (rodeado) pelos seus amores, e ex-amores,  e também seus filhos.
Mas é o preço que pagamos ao vivermos uma vida intensa.

Lembro agora, numa associação com Vinicius, do filme Sociedade dos poetas mortos. A ruptura com alguns valores caros à tradição pode ter um gosto amargo, embora possibilite a expanção e abertura para novos caminhos.
Lembram da frase "Carpe Diem"? Pois é, numa tradução meio apressada significa "aproveitem o dia". Claro, para fazer isso é preciso uma boa dose de coragem, vencer o medo e a segurança que uma vida "enraizada" nos proporciona. Por outro lado, manter a segurança pisando o solo do que sempre foi e é aceito como verdade significa podarmos nossas asas. 
O que fazer, então?

Só pra terminar, um amigo meu encontrou coragem de se separar de sua mulher depois de conhecer Vinicius ( assistindo o filme, claro). Se ele reatou com a ex-mlher, ou se livrou do apego a ela? Isso eu não sei dizer agora. Nem diria se soubesse...rsrsrsrs.

Clipe