MEU NOME


Meu nome
é uma sombra
que me persegue
por onde vou...

Teimoso,
faço de conta
que me escondi
e que não estou nem aí...

-
TECO!

Fico zonzo
quando me chamam...
É a surpresa
de um grito
no ouvido...

Culpada
é a sombra
que espreita
atrás da moita!

Com essa sombra a reboque
arrasto a vida e sonho
ator, jogador de futebol,
escritor, desenhista,
motorista de caminhão...

Comigo cresceu
comigo saiu do mato
gritou e silenciou
até se acostumar
com o chamado
dos outros.

-
TECO!

Às vezes estranho
ouvir o eco do meu nome.
Deve ser porque estranho
o mundo que me cerca.

Hoje até gosto
que meu nome
- igual cascata de rio -
salpique e regue
a vida ao seu redor...

Meu nome
minha sombra
meu carimbo
é sonâmbulo
e grita
e ecoa
e berra
e alerta
até que, finalmente,
meu anjo da guarda
- destrambelhado -
desperta!

Clipe