CANTO DE AMOR


Arte - De Chirico - Canto de amor.
Apareces altruísta
no limiar do despertar
de minhas sestas.

Assim é bem melhor!

Antes a via às costas
as pernas leves cruzadas
o silêncio salpicado
atrás do divã.

Uma vez por semana
um desejo contraditório
me queria me expulsava
do teu consultório!

Assim é bem melhor!

Foi-se o porre e dias risonhos
veio a sombra expiar
os quilos a mais
e teu passeio em meus sonhos.
És o sonho que tolero
sem medo do desespero
e ter que lembrar
o último pesadelo.

Assim é bem melhor!

Embora todo esse escárnio
sento e relaxo
pés erguidos e descalços
conto os dias e vacilo
sobre o tempo que falta
pra voltares.
É limiar do ano
e entrego os meus planos
a promessas e dietas
alegres e egoistas
que digam aos amigos
segunda quarta e domingo
minhas verdades veladas
exprimidas sufocadas
e muitos palavrões
que ainda vou pronunciar!

Assim é bem melhor!!

Clipe