POEMAS DE ADEMIR BARBOSA JR. - Do livro O SAPO VOADOR






BANHO


por que castigo

se é a sujeirinha

que mora no umbigo?



BAGUNÇA


mamãe, não castiga!

eu sou a cigarra

você é a formiga


****


o louva-a-Deus

recita: sou apenas

um inseto


****


a lua respinga

nos olhos atentos

do gato escaldado


****

Pra finalisar, por hoje, um HAICAI

de PAULO LEMINSKI:


de colchão em colchão

chego à conclusão

meu lar é no chão

Clipe