Pés gelados de insônia


Não ligue pras fofocas sobre o lindo broto que você gamou. Depois de um alucinante encontro por aí, comadres e compadres fizeram estragos na tua reputação, como chuva de pedra no verão.
Do poleiro, bípedes espalharam más notícias. Toda novidade foi bem vinda para maldizer o amor.
Alguns segredos foram despertados e, em vez de chinelão, você agora é Don Juan.
As navalhas dessas línguas fazem cambalear sem ter bebido.
Delirar sem ter febre.
Pés gelados de insônia em noites breves.


(Tiradas do Teco, o poeta sonhador)

Clipe