FIZ VOAR O MEU CHAPÉU - Ana Maria machado



Fiz voar o meu chapéu,

acertei no coronel.


O Coronel se assustou,

no riacho despencou.


O riacho foi embora,

nem reparou na Senhora.


A Senhora deu chilique,

quem salvou foi o cacique.


Cacique chamou Peri,

que pescava lambari.


Lambari fugiu ligeiro,

nem esperou marinheiro.


Marinheiro deu fricote,

saiu remando num bote.


O bote deu tremedeira,

despencou na cachoeira.


Cachoeira foi pro mar,

pela praia a se espalhar.


Se espalhou até o barraco

onde mora o Zé Macaco.


Macaco deu gargalhada

e chamou a namorada.


Lá veio dona Gabola,

de bolsa, xale e gaiola.


Mas a gaiola se abriu

e passarinho fugiu.


Voa, voa, passarinho,

vai de volta pro seu ninho...


No ninho os quatro filhotes

festejaram aos pinotes.


E cantaram numa banda,

no seu ninho com varanda.


Viva Peri, viva o Mico,

a Senhora e o Coronel!


Viva mais o tico-tico

que fez ninho em meu chapéu!

6 comentários:

  1. lindo poema de ana maria machado estou seguindo seu blog visite o meu também é www.lendasefendas.blogspot.com e www.poemasdeeuzaebio.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. que poesia mais linda numca ouvi outra igual a essa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ana maria machado e muito criativa como outros poetA

      Excluir
  3. adorei a poesia, sabia que o livro de ruth rocha o (caderninho preto ) esta mensionado o seu nome. beijossssssss continue com esse seu talento tao lindo ,e mais uma coisa da pra voce fazer um livro em omenagem a min pois eu so sua fan n° 1 , com os personagens ( ruymara e luiz fernando ) que eles fossem inimigos e que viraram namorado , thau to esperando voce escreve o livro

    ResponderExcluir
  4. Me ajudou muito na tristeza e me deixou alegre

    ResponderExcluir

Clipe